Tags

,

Oi gente!

Em primeiro lugar, mais uma vez agradeço a todos pela “audiência”. Hoje fazemos 2 meses no ar e já tivemos mais de 6000 acessos! Isso é muito bom, ficamos muito felizes e pretendemos continuar aí firme, forte (e roliços, no meu caso hehehehe) com o SP.

Ontem rolaram várias comidinhas aqui no QG, mas SHAME ON ME, fotografei quase nada do passo-a-passo… Tava meio apertada de horário e sem a ajuda do meu sous-chef mais querido de todos, Clebinho, então ou era foto ou a comida ficava pronta. Mas a boa notícia é que tudo deu certo, e num futuro próximo as receitas com passo-a-passo bonitinho irão aparecer por aqui. Pelo menos elas já passaram no teste!

Mas uma se salvou! Ou quase… O delicioso Ceviche de Salmão dos Máximo.

Explico o “ou não” do título: estava pesquisando “Ceviche” no Wikipédia (para quem quiser ficar gastronomicamente culto, tá aqui o link), e lá fala que o Ceviche é um prato típico peruano, baseado em peixe cru marinado em suco de limão ou em algum outro cítrico e que é essencial que o pescado seja branco.

Sendo assim, o que apresentarei pra vocês agora não é um Ceviche, wikipedicamente falando. Eu discordo totalmente, pois o modo de preparo é idêntico aos demais Ceviches, só muda o peixe. E para fazer este prato, o essencial é ter um peixe muito fresco, destes que de preferência pularam do mar na sua mão.

A receita foi dada pela irmã de uma amigo, o Thadeu (Maradona) Máximo. Ela mora no México e quem deu esta receita a ela foi um amigo chef. Mas aqui no SP é o “Ceviche dos Máximo”.

Antes de começar:
1) Separe instrumentos de vidro e louça para preparar este prato. A acidez do limão pode reagir quimicamente com metais e o gosto impregnar no peixe, que tem uma carne muito delicada. E utensílios de plástico podem “guardar” o sabor do Ceviche. Ah! E separe uma vasilha grande.
2) Se sua faca não estiver amolada tal e qual a espada de um samurai, providencie para que esteja. Quanto mais amolada, mais fácil será o corte do peixe em cubinhos uniformes.
3) Comece o preparo do Ceviche no mínimo umas 6h antes de servir. Lembre-se que o peixe tem que ser cozido pelo limão e isso leva tempo.

Ingredientes:

Salmão fresco (vou repetir, FRESCO)
Salmão defumado
Cebola Roxa
Limão (seja precavido e compre uns 20, faça limonada se sobrar. Tá bom, caipivodka…)
Coentro
Tomate
Pêra
Abacate
Sal
Azeite

Repararam que não coloquei as quantidades? É porque vai depender de quantas pessoas vão comer. Uma dica: calcule uns 50-70g de peixe por pessoa (depende: todo mundo ama ceviche? vão ter outros pratos? você vai me convidar?) sendo uma proporção ideal de 50% de salmão fresco e 50% de defumado, dependendo de quanto você possa esbanjar (o pacotinho de defumado custa R$ 12,90 com 100g no Verdemar). Se não der para comprar o defumado, ou você não encontrar, tudo bem. Caso não encontre salmão fresco não faça Ceviche, faça outro prato. Ou faça Ceviche de peixe que você encontrar fresco (vou repetir, FRESCO! Fresco = nunca congelado, pescado de preferência no momento em que você começou a ler este post).

Tendo a quantidade de peixe, você vai dosando as quantidades dos outros ingredientes meio que no olhômetro, até porque isto vai do gosto do comensal. E na verdade a pêra, o abacate e o tomate é que dão o “tchan” desta preparação, mas não são essenciais.

Modo de preparo:

Corte o salmão fresco em cubinhos de (mais ou menos) 1cm de lado e reserve.

20120408-225750.jpg
Corte a cebola em cubos e reserve. Escolhi a roxa por ser mais suave que a branca.

20120408-225957.jpg
Misture o salmão, a cebola, sal, coentro picado a gosto e muito suco de limão, o suficiente para cobrir a mistura. Eu usei uns 12 limões no total. Você pode colocar o salmão defumado agora ou não. Fica a seu gosto. Eu coloquei na hora de servir, pois quis preservar o sabor defumado.

20120408-230747.jpg
Fica assim. Com 2 minutos marinando no limão o salmão já muda de cor, vocês viram? Depois disso, eu coloquei mais uns 3 limões, cobri com plástico filme e coloquei na geladeira e lá deixei quietinho por 5h.

Bom, daqui pra frente vem a escassez de fotos. O Maradona e a Nadia até chegaram pra me ajudar a finalizar a receita mas eu fiquei distraída com outras coisas e acabei esquecendo. Mas prometo ser bastante explicativa. E a parte crítica do preparo tá aí em cima.

Pique os tomates e as pêras em cubos do tamanho do salmão e o abacate um pouquinho maior. Com relação a estes ingredientes:
A) não é necessário tirar a pele dos tomates, mas sim as sementes.
B) As pêras tem que estar doces mas não maduras demais e também não é necessário descascar. Deixe um recipiente com suco de limão para colocar as pêras picadas, para que as mesmas não escureçam.
C) O abacate ideal para se fazer este Ceviche é o avocado, aquele pequenininho da casca escura e enrugada porém é difícil encontrá-lo não verde. O abacate tem que estar no primeiro estágio de “madureza”, em que perdeu o amargor e não está derretendo. Difícil, mas não impossível. Se tiver que optar, escolha um mais maduro. Vai comprometer a apresentação pois quando mistura tudo o abacate perde a integridade, mas o sabor fica o mesmo.

Tire o Ceviche da geladeira, escorra todo o líquido (usamos o escorredor de arroz). Acrescente azeite a gosto (não muito, umas 2 colheres de sopa). Misture o salmão defumado. Já está fantástico e pode ser comido só assim. Corrija o sal. Acrescente mais um pouquinho de coentro, se for do seu agrado. Misture muito delicadamente o tomate, a pêra e o abacate, quantidades a gosto. O tomate dá uma textura e uma acidez diferente, a pêra dá doçura e o abacate traz uma “liga”, uma cremosidade suave. Fenômeno!

Sirva com torradinhas de pão e azeite (ciabatta ou baguette francesa), tortillas crocantes ou pipoca. Até com Doritos ou Batata Pringle’s fica bom.

20120408-233103.jpg

Adorei fazer Ceviche. Já tive umas idéias para “variações”…

E assim que estas receitas forem feitas novamente e devidamente fotografadas, teremos aqui:

Carpaccio caseiro (ou “Rospaccio”, que ficou uma delícia e cabe variações múltiplas nos temperos)

20120408-235030.jpg

Escondidinho de filé ao molho de cerveja Guiness

20120408-235123.jpg

Panna Cotta com calda de morango e geléia de amora (pra fazer de olho fechado e com a mão nas costas)

20120408-235254.jpg

Até mais! Bom apetite!

About these ads